4 janeiro, 2014

Crítica: FROZEN: UMA AVENTURA CONGELANTE (FROZEN)

Frozen Uma Aventura Congelante - www.tiodosfilmes.com-A Disney, sempre a Disney com seus desenhos comportados e fofinhos. FROZEN: UMA AVENTURA CONGELANTE é tudo o que se pode esperar de uma produção “disneydianica”, então esteja preparado para números musicais irritantes, moças em perigo e coadjuvantes engraçadinhos para arrancar a risada dos pequenos (no caso aqui, um boneco de neve chatíssimo com a voz do Fábio Porchat  na versão em português).

Levemente inspirado no conto “A Rainha da Neve”, FROZEN tem um enredo previsível para os adultos, mas é certo que encantará as crianças que ficarão maravilhadas com o requinte da produção em 3D. É verdade que tenho que tirar o chapéu para a incrível competência dos efeitos visuais, potencializados com o uso do 3D. As cenas de neve caindo ou de uma nevasca por exemplo, são de encher os olhos.

Mas o restante deixa muito a desejar. Na história, acompanhamos a princesa Anna, que na coroação de sua irmã Elza descobre os super poderes congelantes que a agora rainha escondia de todos. Transtornada, a rainha se refugia num castelo de gelo construido com seu poder. No entanto, a cidade acabou sofrendo com um inverno rigoroso e tudo leva a crer que a culpada é Elza. Decidida a se aproximar da irmã e desfazer o encanto que caiu no vilarejo, Anna enfrenta  inúmeros perigos no trajeto até o castelo.

O grande problema de FROZEN não é nem tanto o enredo, que convenhamos entreterá os pimpolhos de qualquer jeito. Chatice mesmo são as canções enfadonhas que são duras de se ouvir (Aliás, cotadas para o Oscar, argh!). E claro, o personagem mais chato que se tem noticia do mundo dos desenhos,  o maldito boneco de neve. Com a voz do Porchat, preciso ressaltar isso.

Por Marcelo Seiler  

A Disney, sempre a Disney com seus desenhos comportados e fofinhos. FROZEN: UMA AVENTURA CONGELANTE é tudo o que se pode esperar de uma produção "disneydianica", então esteja preparado para números musicais irritantes, moças em perigo e coadjuvantes engraçadinhos para arrancar a risada dos pequenos (no caso aqui, um boneco de neve chatíssimo com a voz do Fábio Porchat  na versão em português). Levemente inspirado no conto "A Rainha da Neve", FROZEN tem um enredo previsível para os adultos, mas é certo que encantará as crianças que ficarão maravilhadas com o requinte da produção em 3D. É verdade que tenho que tirar o chapéu para a incrível competência dos efeitos visuais, potencializados com o uso do 3D. As cenas de neve caindo ou de uma nevasca por exemplo, são de encher os olhos. Mas o restante deixa muito a desejar. Na história, acompanhamos a princesa Anna, que na coroação de sua irmã Elza descobre os super poderes congelantes que a agora rainha escondia de todos. Transtornada, a rainha se refugia num castelo de gelo construido com seu poder. No entanto, a cidade acabou sofrendo com um inverno rigoroso e tudo leva a crer que a culpada é Elza. Decidida a se aproximar da irmã e desfazer o encanto que caiu no vilarejo, Anna enfrenta  inúmeros perigos no trajeto até o castelo. O grande problema de FROZEN não é nem tanto o enredo, que convenhamos entreterá os pimpolhos de qualquer jeito. Chatice mesmo são as canções enfadonhas que são duras de se ouvir (Aliás, cotadas para o Oscar, argh!). E claro, o personagem mais chato que se tem noticia do mundo dos desenhos,  o maldito boneco de neve. Com a voz do Porchat, preciso ressaltar isso. Por Marcelo Seiler  [taq_review] http://www.youtube.com/watch?v=96VwQEhELyY

FROZEN: UMA AVENTURA CONGELANTE (FROZEN)

Nota - 6.5

6.5

sobre 10

A Disney, sempre a Disney com seus desenhos comportados e fofinhos. FROZEN: UMA AVENTURA CONGELANTE é tudo o que se pode esperar de uma produção "disneydianica", então esteja preparado para números musicais irritantes, moças em perigo e coadjuvantes engraçadinhos para arrancar a risada dos pequenos (no caso aqui, um boneco de neve chatíssimo com a voz do Fábio Porchat na versão em português).

User Rating: 4.7 ( 1 votes)
7

The following two tabs change content below.

Deixe um Comentário pelo Facebook

Deixe uma resposta